O que está incluído no meu boleto de condomínio?

Os valores discriminados no boleto variam entre condomínios; entretanto separamos os valores mais recorrentes encontrados:

Taxa De Condomínio (ou cota ordinária): O valor pago para manter o condomínio funcionando, isto é, para pagar a luz, o porteiro, e outras manutenções de rotina. O pagamento desta taxa é da responsabilidade do locatário.

Fundo De Reserva: O valor pago para criar um estoque de dinheiro (poupança) do condomínio e sua finalidade é garantir que, em meio a uma circunstância eventual e emergencial que o condomínio pague suas despesas e consiga realizar investimentos futuros.
Lembrando que essa é uma despesa de responsabilidade do proprietário (despesa extraordinária) da qual o locatário tem direito a reembolso.

Rateio, ou Fundos Para Investimentos E Reforma : este item pode aparecer de outras maneiras, como pintura; fundo de obras; rateios de obras. Normalmente, são despesas pontuais com prazo determinado.
Costumam ser reembolsáveis (despesa extraordinária), porém algumas podem ser não reembolsáveis (despesa ordinária). Na dúvida, solicite a ata de assembléia ao síndico e/ou à empresa administradora de condomínio.

Gás: Alguns condomínios podem cobrar o valor do consumo de gás junto ao boleto de condomínio (despesa ordinária).

Água: Alguns condomínios podem cobrar o valor do consumo de água junto ao boleto de condomínio (despesa ordinária).